Estudos revelam que estresse afeta mais negativamente pessoas obesas

Postado por Jaque em 26 de outubro de 2014.


estresse capa

O estresse emocional recorrente pode desencadear uma resposta bioquímica mais forte em pessoas que estão acima do peso, possivelmente aumentando o risco de doenças crônicas, como doenças cardíacas e diabetes tipo 2, sugere um novo estudo.

Os pesquisadores descobriram que as pessoas com sobrepeso, repetidamente colocados em uma situação estressante, mostraram quantidades crescentes de interleucina-6, uma proteína que promove a inflamação no corpo. Pessoas de peso normal não apresentaram esta subida dos níveis de interleucina-6, quando expostos a estresse repetido. Mas por que o estresse é mais prejudicial para pessoas obesas?

Problemas relacionados com a interleucina-6

A inflamação causada pela interleucina-6 tem sido associado a uma série de condições para as quais a obesidade se cria um risco superior, incluindo o endurecimento das artérias, diabetes do tipo 2 e o câncer.

“Já correm o risco dessas doenças por causa da obesidade, e então você tem essas respostas prolongadas que agravam o risco”, disse a autora do estudo Christine McInnis, Ph.D. estudante no Laboratório de Psicologia da Saúde Biológica da Universidade Brandeis em Waltham, Massachusetts.

Em dois dias consecutivos, os pesquisadores colocaram pessoas de diferentes tamanhos corporais em situações de estresse, incluindo uma entrevista de emprego muito desagradável e difícil exercício de matemática oral, disse McInnis. Em seguida, eles coletaram amostras de saliva para ver como o estresse afeta a química do corpo na pessoa.

Pessoas magras começaram com níveis mais baixos do que pessoas obesas de interleucina-6, mas ambos os participantes receberam quantidades similares de resposta bioquímica no primeiro dia, segundo os pesquisadores.

No entanto, os indivíduos com sobrepeso e obesidade apresentaram uma resposta de interleucina-6 no segundo dia dobrado. Em comparação as pessoas magras manteram os mesmos níveis do primeiro dia.

estresse 1

Obesidade e estresse: uma combinação ruim

Isso indica que as pessoas obesas são afetados fisicamente de forma mais dramática do que as pessoas com peso normal quando expostas ao estresse e recuperam-se mais lentamente, disse McInnis.

Além disso, a relação entre o índice de massa corporal (uma medida da gordura corporal baseada na altura e peso) e os níveis de interleucina-6 foi linear, relatou McInnis.

“Quando nós trouxemos todas essas pessoas novamente no segundo dia, descobrimos que quanto maior a gordura corporal, maior a atividade da interleucina-6, parece que a cada ponto percentual de gordura corporal torna mais suscetíveis à inflamação.”

Como você pode ver, de acordo com este estudo, se você sofre de obesidade é aconselhável manter os níveis de estresse mais baixo possível para evitar problemas de saúde futuros.


Deixe seu comentário
Utilitários
Siga-nos
Siga e compartilhe!
Facebook Twitter RSS
Estatísticas
Pagerank Dicasmodafeminina.com Dihitt
© Copyright 2017 dicasmodafeminina.com - Todos os direitos reservados