Saiba como controlar o ciúmes

Postado por Jaque em 03 de outubro de 2013.


ciumes

Se há uma emoção comum em relacionamentos esse é o ciúme. Durante séculos, seguindo o estereótipo de amor romântico, considera-se que uma pessoa que não tem ciúmes de seu parceiro é porque não o amava o suficiente, de modo que nada se levanta de como controlar os ciúmes.

Os homens dispensavam a necessidade de controle nesse suposto sinal de amor e as mulheres o utilizavam para esconder ou justificar a manipulação que se submetia a seu parceiro. Mesmo sentimento expressado em distintas formas ou duas emoções distintas?

Hoje está comprovado por inúmeros estudos que o ciúme entre os parceiros pode levar a situações de descontrole emocional muito perigosas e até mesmo a violência física.

Se você não alcançou nenhum desses extremos, mas sente que o ciúmes, expressado ou não, está amrgurando sua vida, há algumas coisas que pode fazer para controlá-los, antes que chegue a ser um sentimento destrutivo.

Perguntas para desafiar os ciúmes

* É ciúmes, medo ou raiva por outra razão?
* Por que estou sentindo medo ou raiva aqui?
* Por que estou tão enciumada?
* Que atitude concreta está me deixando com ciúmes?
* O que estou tentando manter?
* Por que me sinto ameaçada?

Conselhos para controlar o ciúme

Aprenda a identificar essa emoção: o ciúme é uma mistura de raiva (se sente pela mandíbula e ombros) e medo (se sente pelo estômago).

Descubra quais as causas: ter sofrido uma perda ou traição, insegurança pessoal, falta de auto-estima, dependência emocional, a falta de confiança na outra pessoa…

Tente identificar o ciúme em outra pessoa que conhece. Vai ser um bom exercício para perceber, sem envolvimento pessoal, os efeitos que produz no seu parceiro.

Se você pressionou seu parceiro por ciúmes, veja como é estar nessa situação, como você se sentiria?

Quando você tiver ciúmes, se desculpe e não castigue seu parceiro por algo que só tenha a ver com você (lembre-se que o ciúme tem razão infundada, porque se houver motivos estamos falando de outra coisa).

Fale sobre seu ciúme quando estiver tranquila com seu parceiro, explique como você se sente e o que está fazendo pra mudar isso.

Não faça da outra pessoa responsável por seu ciúme. Não é responsabilidade de ninguém a não ser sua, e descarregar a culpa só faz com que volte a se repetir e ir mais longe.

Evite generalizações como “ninguém me quer”, “tudo dá errado” ou tudo que te faça duvidar de si mesma.

Confie em si mesma, faça coisas novas, conheça pessoas diferentes, não centralize toda sua felicidade ou emoções ao redor de só uma pessoa. Não se compare com ninguém, supere seu ciúme pelo seu parceiro. Seja você mesma e se não souber, se descubra!


Deixe seu comentário
Utilitários
Siga-nos
Siga e compartilhe!
Facebook Twitter RSS
Estatísticas
Pagerank Dicasmodafeminina.com Dihitt
© Copyright 2017 dicasmodafeminina.com - Todos os direitos reservados